HOW TO LIGHT YOUR OUTDOORS (II)?





















In the previous post I talked about the basic concepts for lighting the external environment of your home. Now I will give you some ideas of external lighting that will surely please you.
Wild Effect for your garden:
So, if you want to add a wild effect or even add a touch of jungle to the vegetation of your garden, lighting may be exactly what you need for it. The effect is achieved by alternating between shade and light, without completely illuminating the environment and taking advantage of the plants themselves as obstacles to total illumination. For this reason, the luminaires are placed between the vegetation, not in the corridors or suspended on poles (here).























Decorate the outside walls with spectacular lights:
On the terrace walls or at the front of the house, some strategically placed washers will give a very original and attractive touch. They can project light up, down or in both directions, creating an intimate and modern environment (here).
























Warm and cozy environments:
The washers' lights give a refined touch to the surroundings, being able to be made with different materials. In this image, we see a conical shaped metal model, placed in a straight line. The projected light is warm and blends perfectly with the lighting of the fire (here).




















Lighted garden at night:
The lighting of the gardens should be thought considering the existing vegetation. If the trees are points of interest, the lighting should be directed at them, as for the large and decorative trees. Here, they have created a beautiful setting incorporating color in the lighting (here).





















Highlighting the details of the materials:
With the right lights in the right places, the outside environment can become much more interesting and welcoming. In the case of this stone wall, the light highlighted its robustness and texture (here).























Fun and original fixtures:
Depending on the style that we want to print to our spaces, we can offer a diversity of sensations. This is a modern and refined example, but it also imparts relaxation and informality with the decoration of the pergola and its lovely candle lanterns (here).















The way of entry:
To brighten the main access of the house, there are many proposals and designs that fit any style. The recessed lights, the LED lights on the floor and the half-height lamps that show us the way are some of the suggestions for impeccable and safe lighting (here).












































Lighting up the stairs:
Stairs are areas that should be clearly lit to avoid accidents. For this outdoor environment, you can apply general lighting that keeps the whole environment illuminated. Another option is to mark each step with recessed lights in the side walls (here).



















A Hollywood Facade:
Strategic lighting for the facade of a spectacular house. The driveway, the main entrance, the garage area and some architectural details that were highlighted with the lighting make this a movie star housing (here).










































The importance of a well-lit door:
The door must be perfectly lit because it is direct access to our house. Moreover, it is important to be able to see the lock well when we arrive at our residence (here).


























Can I use colored lights?
Avoid using lighting and colored reflectors to illuminate trees, shrubs and other elements in the garden. Although the use of green reflectors for tree lighting is quite common, it is considered very "out of fashion" (or even kitschy). The recommended lighting is the use of white light reflectors, to enhance the natural colors of the vegetation (here).




























Illuminated pool:
And to finish these posts full of light and brightness, nothing better than a lighted pool when the sun goes down. The lighting can be placed in different places: inside, outside the pool or around the pool to also illuminate the surroundings (here).


A Lovely Garden

Night and Day
Enjoy it !!!



Em português (in portuguese).

COMO ILUMINAR O JARDIM DA SUA CASA (II)?

Na postagem anterior falei sobre os conceitos básicos para a iluminação do ambiente externo da sua casa. Agora vou dar algumas ideias de iluminação externa que certamente irão te agradar.
Efeito Selvagem para o seu jardim:
Se você deseja acrescentar um efeito selvagem ou mesmo dar um toque de selva à vegetação do seu jardim, a iluminação pode ser exatamente o recurso que faltava. O efeito é conseguido por meio da alternância entre sombra e luz, sem iluminar completamente o ambiente e aproveitando as próprias plantas como obstáculos à iluminação total. Por esse motivo, as luminárias são colocadas entre a vegetação, não nos corredores ou suspensas em postes (aqui).

Decore as paredes da área externa com luzes espetaculares:
Nas paredes do terraço ou na fachada da casa, algumas arandelas posicionadas estrategicamente darão um toque muito original e atraente. Elas podem projetar a luz para cima, para baixo ou em ambos os sentidos, criando um ambiente intimista e moderno (aqui).

Ambientes quentes e acolhedores:
As luzes das arandelas dão um toque refinado aos ambientes, podendo ser de vários materiais. Nesta imagem, vemos um modelo de metal de forma cônica, colocados em linha reta. A luz projetada é cálida e combina perfeitamente com a iluminação do fogo (aqui).

Jardim iluminado durante a noite;
A iluminação dos jardins deve ser pensada considerando a vegetação existente. Se as árvores são pontos de interesse, a iluminação deve ser direcionada para elas, tal como para as árvores altas e decorativas. Aqui, eles criaram um belo cenário incorporando cor na iluminação (aqui).

Dando destaque aos detalhes dos materiais:
Com as luzes certas nos lugares adequados, o ambiente exterior pode tornar-se muito mais interessante e acolhedor. No caso desta parede de pedra, a luz destacou sua robustez e textura (aqui).

Luminárias divertidas e originais:
Dependendo do estilo que queiramos imprimir aos nossos espaços, podemos oferecer uma diversidade de sensações. Este é um exemplo moderno e refinado, mas que também transmite relaxamento e informalidade com a decoração da pérgola e as suas brilhantes esferas luminosas (aqui).

O caminho da entrada:
Para iluminar o acesso principal da casa, há muitas propostas e desenhos que se adaptam a qualquer estilo. As luzes embutidas, as luzes LED no piso e as lâmpadas a meia-altura que nos mostram o caminho são algumas das sugestões para se ter uma iluminação impecável e segura (aqui).

Iluminando as escadas:
As escadas são áreas que devem estar claramente iluminadas para evitar acidentes. Para este ambiente exterior, pode-se aplicar uma iluminação geral que mantém todo o ambiente iluminado. Outra opção é marcar cada degrau com luzes embutidas nas paredes laterais (aqui).

Uma fachada de Hollywood:
Iluminação estratégica para a fachada de uma casa espetacular. O caminho de entrada, o acesso principal, a área da garagem e alguns detalhes arquitetônicos que foram ressaltados com a iluminação fazem desta uma habitação de estrela de cinema (aqui).

A importância de uma porta bem iluminada:
A porta deve ser perfeitamente iluminada pois é o acesso direto à nossa casa. Para além disso, é importante conseguir enxergar bem a fechadura quando chegamos em nossa residência (aqui).

Posso usar luzes coloridas?
Evite o uso de iluminação e de refletores coloridos para a iluminação de árvores, arbustos e outros elementos no jardim. Apesar do uso de refletores verdes para iluminação de árvore ser bastante comum, ele é considerado muito “fora de moda” (cafona). A iluminação recomendada é o uso de refletores de luz branca, para valorizar as cores naturais da vegetação (aqui).

Piscina iluminada:
E para terminar estas postagens cheias de luz e de brilho, nada melhor do que uma piscina iluminada quando o sol se põe. A iluminação pode ser colocada em lugares distintos: dentro, fora da piscina ou ao redor da piscina para iluminar também o entorno (aqui).


Um Adorável Jardim
Dia e Noite
Aproveite-o !!!



HOW TO LIGHT YOUR OUTDOORS (I)?















Light is a very important element in the internal and external design of a home. Lights can bring your outdoor to life, highlight certain features and add an element of safety (here). External environments should be treated quite differently from the internal ones when the subject is lighting. While indoors the dilemma is often simply a choice of cold or warm light and a beautiful chandelier, in outdoor settings such as gardens and balconies, it is necessary to take into account many other variables (here).














Before you start, it’s a good idea to make a plan. Begin by thinking about how you use your outdoor área and what the different lighting requirements are for each space. Perhaps you entertain a lot and would like a well-lit área, maybe you want to highlight a statue or water feature, or may wish to create a relaxing atmosphere (here).























But are you still a little lost, not even knowing where to start? Because it was in view of these and many other issues that I decided to prepare this post with some valuable tips that should be taken into consideration when properly lighting your gardens or your balcony. So, come with me (here).






















Before you set the type and style of lighting you want for your outdoor area, you need to invest in safety. Thus, to prevent accidents with the residents, the visits or even your pets, the wiring installation must be done underground. Another alternative is to suspend it at a height out of reach of people. It should be noted that the wires must be properly wrapped and suitable for both the individual circuit loads and the sum of the power ratings used (here).






















Layer your lights:
For spaces that have multiple uses, consider light layering. By layering your lighting you’ll be able to easily change the mood from tranquil to party with the flick of a switch (here). Whatever lighting style or mood you’re trying to achieve, you’ll need to use three different types of lighting:
# Ambient
# Task
# Accent
















Ambient Lighting should illuminate the entire space. In an outdoor area this could include a ceiling light, a ceiling fan light, a large spotlight, multiple downlights or wall lights (washers) (here). We can also use light poles and reflectors and in this case the light will be directed upward, reflecting throughout the environment. This option is less aesthetic and much more practical and objective since it doesn’t add a decorative function for lighting aiming only for functionality (here). If possible, it’s a good option to include a dimmer switch for complete control.






















Task Lights illuminate areas where you are performing a specific task. Providing a light source targeted to specific tasks is important for you to fully enjoy your external area. So you can direct a beam of light to light your barbecue grill, a hanging lamp on a dining table or even create a place for reading or computer use in your garden. Pendants, spotlights and floor lamps are ideal for these tasks (here).






















The role of Accent Lights is to highlight specific points or even create a theatrical climate in your outdoor area. These lights can make a space feel warm and inviting. Accent lights could be used to focus on trees, a path or steps, an architectural feature or something in your garden like a pond. So if your garden or your balcony has sculptures, trees, shrubs or some other piece that deserves more prominence, a specific type of lighting may be the solution. Think fairy lights, party lights, Japanese lanterns or decorative string lights (these come in all shapes and lengths). Fixtures must be installed in the ground or just below the element to be highlighted so as to reflect its light from the bottom up. The surrounding light must be completely absent or much less intense, contributing to individual lighting (here).















Choose your lights:
Now you’ve identified how you would like to light your outdoor space, it’s time to select and install your lights. You’ll also need to decide between halogen, CFL or LED lamps. Most lighting designers say that the best outdoor options are LED lamps because they are economical, have a much longer shelf life, and do not overheat, giving no risk of drying or burning the plants because of high temperatures exhaled by ordinary light lamps. Remember, lights need to be installed by a qualified electrician – it is not a D.I.Y. project. In choosing outdoor lamps, it is very important to select lamps that are specifically designed for outdoor use. These outdoor lamps are designed to be used in the weather and are constructed of materials that will tolerate sun and rain. Furthermore, must be UL listed (UL Certified) for use where there is moisture and, thus, safety is not an issue. Because outdoor lamps are subjected to wind, they are typically weighted at the base. While not a surefire guarantee that your outdoor lamp will not blow over in the wind, this construction helps your lamp survive breezes and soft winds where others would not (here) (here). Continue on next post.


STAY CONNECTED !!!!
TO BE CONTINUED IN THE NEXT POST.
SEE YOU !!!!


Em português (in portuguese).

COMO ILUMINAR O EXTERIOR DA SUA CASA (I)?.

A iluminação é um elemento muito importante no design interno e externo de uma casa. As luzes podem trazer o seu ambiente externo para a vida, destacar determinados recursos e adicionar um elemento de segurança (aqui). Ambientes externos devem ser tratados de forma bastante diferente dos internos quando o assunto é iluminação. Enquanto no interior o dilema geralmente é simplesmente uma escolha de luz fria ou quente e um lindo lustre, em ambientes externos, como jardins e varandas, é necessário ter em conta muitas outras variáveis (aqui).

Antes de começar, é uma boa ideia fazer um planejamento. Comece pensando em como você quer usar sua área ao ar livre e quais são os diferentes requisitos de iluminação para cada espaço. Talvez você goste de festas e gostaria de uma área bem iluminada, talvez você queira destacar uma estátua ou uma fonte de água, ou talvez queira simplesmente criar uma atmosfera relaxante (aqui).

Mas você ainda está meio perdido e sem sequer saber por onde começar? Pois foi tendo em vista essas e muitas outras questões que resolvi preparar este post com algumas valiosas dicas que devem ser levadas em consideração na hora de iluminar adequadamente seu jardim ou sua varanda. Então, venha comigo (aqui).

Antes de definir o tipo e o estilo de iluminação que você deseja para sua área externa, é preciso investir em segurança. Assim, para prevenir acidentes com os moradores, as visitas ou até seus animais de estimação, a instalação da fiação deve ser feita por baixo da terra. Outra alternativa é suspendê-la a uma altura fora do alcance das pessoas. Vale ressaltar que os fios devem estar devidamente encapados e adequados tanto às cargas dos circuitos individuais como ao somatório das potências empregadas (aqui).

Luzes em camadas:
Para espaços que têm múltiplos usos, considere sutis camadas de luzes. Elaborando sua iluminação em camadas, você poderá mudar o clima do ambiente de forma fácil para a festa com o simples toque de um interruptor (aqui). Seja qual for o estilo de iluminação ou clima que você está tentando alcançar, você precisará usar três diferentes tipos de iluminação:
# Ambiente
# Tarefa
# Destaque

A Iluminação Ambiente deve iluminar todo o espaço. Em uma área ao ar livre, isso poderia incluir uma luz de teto, a luz de um ventilador de teto, um foco grande, várias luzes embutidas (downlights) ou luzes de parede (arandelas) (aqui). Também poderemos usar postes e refletores sendo que neste caso a luz será direcionada para cima, refletindo em todo o ambiente. Esta opção é menos estética e muito mais prática e objetiva, pois não acrescenta uma função decorativa para a iluminação, visando apenas a funcionalidade (aqui). Uma boa opção é a inclusão de um interruptor “dimmer”, se possível, para controle completo.

Luzes de Tarefa ou Trabalho iluminam áreas onde você está realizando uma tarefa específica. Fornecer uma fonte de luz orientada a tarefas específicas é importante para você curtir plenamente sua área externa. Assim, você poderá direcionar um feixe de luz para iluminar sua churrasqueira, uma lâmpada pendente sobre uma mesa de jantar ou até mesmo criar um lugar para leitura ou uso de computador em seu jardim. Pendentes, spots e luminárias de chão são ideais para estas tarefas (aqui).

O papel das Iluminação de Destaque é realçar pontos específicos ou mesmo criar um clima teatral em sua área ao ar livre. Estas luzes podem tornar o espaço mais quente e convidativo. As luzes de destaque podem ser usadas focando árvores, um caminho ou degraus, uma característica arquitetônica ou algo em seu jardim como uma lagoa. Assim, se seu jardim ou sua varanda possuem esculturas, árvores, arbustos ou alguma outra peça que merece maior destaque, um tipo específico de iluminação pode ser a solução. Pense luzes de fadas, luzes de festa, lanternas japonesas ou luzes de cordas decorativas (estas vêm em todas as formas e comprimentos). Luminárias devem ser instaladas no solo ou logo abaixo do elemento a ser destacado, de modo a refletirem sua luz de baixo para cima. A luz ao redor deve estar completamente ausente ou ser bem menos intensa, contribuindo para a iluminação individual (aqui).

Escolha suas lâmpadas:
Agora você sabe como gostaria de iluminar seu espaço ao ar livre, é hora de selecionar e instalar suas luzes. Você também precisará decidir entre lâmpadas de halogéneo, CFL ou LED. A maioria dos designers de iluminação diz que as melhores opções para os ambientes externos são as lâmpadas de LED, pois elas são econômicas, têm uma vida útil bem mais longa e não aquecem muito, não proporcionando o risco de ressecar ou queimar as plantinhas devido às altas temperaturas exaladas pelas lâmpadas comuns. Lembre-se, as luzes precisam ser instaladas por um eletricista qualificado - não é um D.I.Y. projeto. Ao escolher lâmpadas exteriores, é muito importante selecionar lâmpadas especificamente projetadas para uso externo. Estas lâmpadas exteriores são projetadas para ser usadas no tempo e são construídas com materiais que tolerarão sol e chuva. Além disso, elas devem ser certificadas pela UL (UL Certified) (INMETRO no Brasil) para uso onde há umidade e, portanto, a segurança não será um problema. Como as lâmpadas exteriores são submetidas ao vento, elas geralmente são reforçadas em sua base o que certamente as ajudará a suportar brisas e ventos suaves (aqui) (aqui).

FIQUE CONECTADO !!!!
CONTINUA NO PRÓXIMO POST.
NOS VEMOS LÁ !!!!